Andy Murray desiste de participar de Wimbledon

Maior nome do tênis britânico nas últimas décadas, Andy Murray já conquistou por duas vezes o torneio de Wimbledon. Longe do circuito há 11 meses por conta de uma lesão no quadril o jogador era esperado para voltar a jogar em casa no torneio que começa amanhã, mas menos de 24 horas antes do início da competição acabou desistindo de sua participação por ainda não conseguir competir em grande nível.

Andy Murray anunciou uma pausa na carreira logo após o torneio de Wimbledon do ano passado, com retorno estimado para as quadras no início deste ano de 2018. Porém, os planos demoraram mais do que o planejado para se concretizarem e Murray chegou até a passar por uma nova cirurgia no quadril no início do ano de 2018.

O britânico voltou às quadras há 15 dias e já disputou 4 partidas de tênis profissionalmente, sempre sendo avaliado por seus treinadores e mostrando dia a dia uma evolução maior em seu físico.

Murray chegou até mesmo a garantir a sua participação em Wimbledon ontem em uma coletiva diversas vezes interrompida pela Copa do Mundo no confronto entre Argentina e França, mas voltou atrás neste domingo, segundo ele mesmo, por uma decisão de seus treinadores.

Embora tenha aguentado perfeitamente as partidas disputadas até aqui o staff de Andy Murray considerou ser ainda cedo para disputar partidas no esquema “melhor de 5 sets”.

Confira abaixo o comunicado emitido por Murray em suas redes sociais para anunciar que não participará da edição deste ano do torneio de Wimbledon:

“Ei, pessoal. É com o coração pesado que estou anunciando que vou me retirar de Wimbledon este ano. Fiz progressos significativos nos treinos e partidas nos últimos dez dias, mas depois de longas discussões com minha equipe, decidimos que jogar melhor de cinco partidas definidas pode ser um pouco cedo demais no processo de recuperação. Fizemos tudo o que podíamos para tentar estar pronto a tempo. Vou começar a treinar nas quadras duras a partir de amanhã e continuar com a minha reabilitação e recuperação, e estou ansioso pela temporada de quadra dura dos EUA. Obrigado por todas as mensagens de apoio e estou animado para finalmente voltar a jogar depois de tanto tempo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *