Andy Murray é bicampeão em Wimbledon

Três anos após a primeira vitória em Wimbledon, Andy Murray confirmou o favoritismo e venceu o canadense Milos Raonic, neste domingo, por 3 sets a 0 ganhando seu segundo título no All England Club e terceiro triunfo em Grand Slams de sua carreira ao derrotar o rival com parciais de 6-4, 7-6 (3), 7-6 (2), no domingo (10).

“Eu tive grandes momentos e derrotas difíceis aqui, o que torna esta vitória ainda mais especial”, disse Murray após a partida, em Wimbledon.

Ele acrescentou, “Estou tão feliz de ter minhas mãos no troféu novamente.”

Apesar de os dois tiebreaks, a vitória de Murray nunca esteve em dúvida, como ele lentamente quebrou Raonic com sua defesa de elite, trabalhou a tática e boa devolução com total confiança e determinação.

Murray neutralizou Raonic nos seus pontos fortes. O canadense teve apenas um ace (8-7) do que o seu normal, e Murray ganhou 87% dos seus pontos de primeira para 67,1% para Raonic. Murray também teve apenas 12 erros não-forçados e deu a Raonic apenas duas oportunidades de quebra. Raonic teve 29 erros não-forçados e não quebrou Murray em nenhum momento.

Raonic chegou a controlar a maior parte de seus serviços em Wimbledon com seu saque e poder em geral invocadas tanto em seu duelo contra Roger Federer nas semifinais, mas Murray surgiu com uma defesa muito mais sólida nesta temporada de Wimbledon.

“Ele mereceu ser vencedor aqui pela uma segunda vez”, Raonic disse após o jogo, em transmissão a ESPN. “Parabéns ao Andy. Eu vou ter certeza que eu estou fazendo tudo que posso para estar de volta aqui para uma segunda chance.”

Murray teve um início forte. Depois que ele e Raonic confirmaram seus serviços nos seis primeiros games da partida Murray ganhou o primeiro intervalo do jogo. No geral foi uma partida decidida nos tiebreaks e no detalhe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *