Andy Murray também encerra antecipadamente sua temporada

Não é possível afirmar isso em sua vida pessoal. Mas profissionalmente, com toda certeza Andy Murray não terá boas lembranças no futuro ao pensar em como foi o seu ano de 2018 dentro de quadra.

O britânico chegou ao ápice de sua carreira em novembro de 2016 ao conquistar o título do ATP Masters 1000 de Paris vencendo John Isner na grande decisão por 2 sets a 1, encerrando uma hegemonia de Novak Djokovic e assumindo a liderança do ranking da ATP após nada menos do que 122 semanas consecutivas de reinado do sérvio desde julho de 2014.

Após chegar ao topo o tenista que atualmente está com 31 anos passou a sofrer com diversas lesões que o fizeram encerrar de maneira precipitada o ano de 2017 e em 2018 o seu retorno foi por diversas vezes adiado, tanto que até agora em setembro Murray somando todo o ano entrou em quadra apenas por 8 vezes.

Andy Murray encerrou a sua temporada de 2017 justamente nesta época no ano passado, perdendo toda a gira asiática e tendo o seu retorno previsto para o ATP de Brisbane no começo do ano, o que acabou não acontecendo.

Em 2018 sem conseguir mostrar um bom desempenho dentro de quadra o jogador já anunciou também que irá encerrar a sua temporada mais cedo, jogando apenas os ATPs de Shenzhen e Pequim e voltando apenas em 2019.

Com isso, Murray abre mão de participar dos dois torneios Masters 1000 que essa temporada ainda reserva, Em Shanghai e em Paris. Porém, desta vez não se trata de uma lesão e sim de tentar melhorar a sua forma física para a próxima temporada.

Como de costume, Andy Murray usou suas redes sociais para tratar do assunto: “Preciso de um longo período de treinamento e recondicionamento para me colocar na melhor forma possível para o início da temporada de 2019, e voltar a competir pelos maiores torneios novamente. Os últimos meses têm sido muito positivos. Sinto que tive grandes progressos na reabilitação da cirurgia do quadril. Com outro forte período de treinamento, terei grande evolução”.

Com retorno estimado para janeiro, é bem provável que se tudo correr bem Murray já esteja presente no Australian Open, onde o site de apostas betboo o aponta com um retorno de R$ 15 a cada R$ 1 apostado em caso de título. O favorito por enquanto é Djokovic, que tem o retorno de R$ 2,40.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *