Continua a temporada ruim de Alexander Zverev

A temporada de Alexander Zverev continua indo de mal a pior e o novo capítulo deste pesadelo chamado 2019 para o alemão veio das quadras do ATP Masters 1000 de Roma, onde ele conquistou o vice-campeonato no ano passado. Enquanto em 2018 ele foi finalista do torneio neste ano caiu já na estreia ao enfrentar o italiano Matteo Berrettini, que junto com toda a torcida de sua cidade natal conseguiu forças para vencer o jovem astro da Alemanha por 2 sets a 0.

Matteo Berrettini é atualmente o número 33 do mundo e entrou no torneio como convidado da organização do torneio por ser nativo de Roma. E vem fazendo valer este convite até aqui já que venceu o número 25 do mundo Lucas Pouille na estreia e na segunda fase deixou Alexander Zverev pelo caminho com as parciais de 7 – 5 e 7 – 5.

Para o alemão a péssima notícia é que a sua queda livre no ranking da ATP continua firme e forte. Sem conquistar nenhum título até aqui na atual temporada Alexander Zverev que havia começado 2019 como o número 3 do mundo e já estava na quinta colocação pode cair ainda mais, dependendo do desempenho do japonês Kei Nishikori e do grego Stefanos Tsitsipas no ATP Masters 1000 de Roma.

Para Matteo Berreiini resta agora a chance de continuar fazendo história, enfrentando na próxima fase o vencedor do confronto entre o número 24 do ranking da ATP Diego Schwartzman e o número 88 Albert Ramos Viñolas em confronto válido pelas oitacas de final do torneio romano.

O semana de Alexander Zverev em Roma já está finalizada, já que no torneio de duplas onde ele jogava com o seu irmão Mischa a dupla também já foi derrotada.

Agora o próximo desafio do tenista é no torneio de Roland Garros, onde ele tentará finalmente nesta temporada levantar um troféu de campeão após resultados péssimos em 2019. Porém, o seu desempenho em torneios de Grand Slam nunca foi satisfatório e seu melhor resultado em Roland Garros foi chegar nas quartas de final no ano passado.

Aos 22 anos de idade o alemão nascido em Hamburgo é um dos nomes mais promissores do tênis internacional, e a temporada ruim contrasta com o ano passado, quando encerrou o ano vencendo o ATP World Tour Finals.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *