Djokovic fala sobre jogar US Open sem Federer e Nadal

Novak Djokovic sofreu com as dores mas conseguiu vencer na estreia do Masters 1000 de Cincinnati, enfrentando o lituano Ricardas Berankis e vencendo por 2 sets a 0. Porém, o sérvio chamou bastante a atenção antes do início da competição por falar abertamente de como se sente participando do US Open nessa temporada sem a presença de Rafael Nadal e Roger Federer em quadra.

A reestreia de Novak Djokovic após a paralização do calendário por conta da pandemia do novo Coronavírus foi mais difícil do que o planejado. O sérvio precisou de quase duas horas para vencer o número 72 do ranking da ATP por 2 sets a 0, com parciais de 7 a 6 no primeiro set e 6 a 4 no segundo set.

O que chamou bastante a atenção durante a partida foram as dores do sérvio, que chegou a pedir atendimento para o pescoço por duas vezes. Djokovic também abandonou a sua participação nas duplas por conta dessas dores.

Antes da partida Djokovic, que chamou bastante atenção negativamente durante a pandemia, deu entrevistas e contou como se sente de participar de um torneio de Grand Slam sem a presença de seus dois grandes adversários, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal:

– “Todo Grand Slam é uma oportunidade de ganhar um título, mas eu não sou o único que pode conseguir. Seria desrespeitoso dizer que eu tiver melhor sorte sem Roger Federer e Rafa Nadal com todos os outros jogadores. Dominic Thiem, Alexander Zverev, Stefanos Tsitsipas, Daniil Medvedev, esses caras são tão fortes quanto nós três. Todos podem vencer, mesmo depois de seis meses sem circuito. Eu não sei como vamos nos sentir em quadra”.

Vale lembrar que Novak Djokovic ainda está invicto na temporada de 2020 do tênis internacional até aqui. Com a vitória dessa segunda-feira no ATP Masters 1000 de Cincinnati o Nole chegou a 19 vitórias em 19 partidas no ano, quando já conquistou a ATP Cup com a Sérvia, o ATP de Dubai e o Australian Open, primeiro e único Grand Slam de 2020 até aqui.

Resta saber se as dores no pescoço irão atrapalhar Djokovic em um momento tão próximo de estreia no US Open nas próximas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *