Estrelas do tênis protestam contra o assassinato de George Floyd

George Floyd, de 46 anos, foi mais uma vítima do racismo da polícia norte-americana ao ser assassinado por asfixia por um policial em Minneapolis, no estado de Minnesota, enquanto gritava que não podia respirar. O ato racista do policial tem causado uma série de protestos em diversas cidades norte-americanas, além de ter ganho o apoio de algumas estrelas do esporte mundial incluindo o tênis. As jovens Coco Gauff e Naomi Osaka foram apenas algumas a se manifestar sobre o caso nas ruas e em suas redes sociais.

Considerada a próxima grande estrela do esporte, Coco Gauff mostrou uma maturidade bastante rara para uma jovem de apenas 16 anos. Atualmente no número 52 do ranking da ATP, Gauff postou um vídeo em uma de suas redes sociais com a hashtag #blacklivesmatter, vidas negras importam em tradução livre, e em um trecho do vídeo dizia:

– “Eu sou a próxima? Estou usando a minha voz, você usará a sua?”

Além disso, Coco Gauff em outra publicação em redes sociais abordou de maneira mais profunda o assunto:

– “Quando isso vai parar? Quando seremos vistos como humanos e não como uma ameaça? Que descansem em paz todas as almas bonitas cujas vidas foram interrompidas devido ao racismo. Todas as vidas não serão importantes até que a sociedade prove que realmente se importa com vidas negras”.

Nascida no Japão e atualmente morando na Flórida, Naomi Osaka foi apontada recentemente como a mulher que mais faturou com esporte em um período de 12 meses na história e foi enfática ao pedir em suas redes sociais providências sobre o caso:

– “Se você não defende nada, você falha por tudo”.

O caso de George Floyd tem chamado a atenção do mundo inteiro após a abordagem irresponsável, criminosa e chocante do policial Derek Chauvin, que está preso sob a acusação de homicídio. Chauvin foi filmado com o seu joelho sobre o pescoço de George Floyd por 8 minutos e 46 segundos, sendo que nos últimos 2 minutos e 53 segundos o acusado, que sofria de doença arterial e era hipertensivo sequer estava lúcido.

Além das estrelas do tênis nomes importantes do basquete como Stephen Jackson, Karl-Anthony Towns e JR Smith, juntos com o vencedor do Oscar Jamie Foxx, lideraram uma entrevista coletiva na cidade condenando a brutalidade de abordagem policial de Derek Chauvin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *