Maria Esther Bueno está internada em estado grave

Maria Esther Bueno é sem nenhuma sombra de dúvidas o maior nome do tênis nacional em todos os tempos. Ex-número 1 do ranking no tênis feminino, a paulista de 78 anos vem enfrentando recentemente a partida mais difícil de sua vida e esta batalha foi confirmada na terça-feira pelo Hospital 9 de julho em São Paulo, que em nota oficial a imprensa confirmou que a tenista está internada no hospital desde meados de maio e que seu estado é grave.

Atualmente trabalhando como comentarista do SporTV, Maria Esther Bueno descobriu no ano passado um câncer nos lábios, que foi prontamente tratado com radioterapia da qual a tenista vinha se recuperando.

Porém, em informações recentes familiares confirmaram que exames detectaram que o câncer havia se espalhado para outras partes do corpo e que por opção da própria Maria Esther, que descartou fazer quimioterapia, um novo tratamento com imunoterapia estava sendo empregado.

As notícias veiculadas pelo Globo Esporte na terça-feira dava conta de que apesar do estado grave Maria Esther Bueno estava consciente e havia até mesmo assistido a partida entre Marco Cecchinato e Novak Djokovic pelas quartas de final do torneio de Roland Garros vencida pelo italiano.

Porém, segundo apurações do site UOL nesta quarta-feira Maria Esther Bueno foi sedada e o seu estado continua grave. Segundo esta mesma apuração o câncer já se espalhou e tomou conta de todo o ombro e costas da tenista.

Maria Esther Bueno é o maior nome do tênis nacional e campeã de nada menos do que 19 títulos de Grand Slam na carreira, sendo sete destas conquistas em torneios de simples e mais 12 entre as duplas. A brasileira conseguiu inclusive em 1960 a temporada perfeita conquistando os 4 torneios de Grand Slam: o Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open, todos eles em duplas.

A brasileira também conseguiu por quatro temporadas terminar como a primeira colocada do ranking, em 1959, 1960, 1964 e 1966. Em toda a sua carreira Maria Esther Bueno conquistou 589 títulos e desde o ano de 1978 teve os seus feitos reconhecidos, entrando para o Hall da Fama do tênis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *