Maria Sharapova encerra antecipadamente sua temporada 2018

Maria Sharapova é uma das principais tenistas dos últimos anos na WTA, tanto por seu desempenho dentro de quadra quanto por seus atos fora dela, onde conseguiu se transformar em uma musa e queridinha dos anunciantes e viu esta fama com os patrocinadores ruir após o escândalo do doping que a deixou mais de um ano longe das quadras cumprindo suspensão.

Desde que voltou às quadras em abril do ano passado a russa que atualmente está com 31 anos de idade tem sofrido com a parte física e raramente tem demonstrado traços do tênis que a levou ao estrelato desde muito jovem, e desde então conseguiu conquistar apenas o título do WTA de Tianjin em outubro de 2017.

Ironicamente, nesta semana mesmo tendo previsto a sua participação nos WTAs de Pequim, Moscou e no próprio WTA de Tianjin, Maria Sharapova surpreendeu a todos ao sem motivo oficial nenhum encerrar a sua temporada de 2018 e cancelar a sua participação nos torneios restantes.

Atualmente Maria Sharapova ocupa a 24ª posição do ranking da WTA e pretende voltar a competir apenas em 2019 no WTA de Shenzen em janeiro do próximo ano. Será uma chance de abrir uma nova temporada e tentar esquecer o ano de 2018 onde não conquistou nenhum título.

A temporada de Maria Sharapova iniciou em Shenzen onde chegou na semifinal e prosseguiu no Australian Open, onde a russa caiu na terceira rodada. Caiu na primeira rodada em Doha, Indian Wells e Stuttgart, nas quartas de final em Madrid e na semifinal em Roma, seu melhor desempenho na temporada.

No segundo Grand Slam da temporada, Roland Garros, foi até as quartas de final antes de ter um resultado pífio em Wimbledon, onde foi eliminada logo na primeira rodada. Ainda chegou até a terceira rodada em Montreal e no US Open foi até as oitavas de final.

Maria Sharapova está longe do Top 10 do ranking da WTA que tem na ordem Simona Halep, Caroline Wozniacki, Angelique Kerber, Caroline Garcia, Petra Kvitova, Elina Svitolina, Naomi Osaka, Karolina Pliskova, Sloane Stephens e Jelena Ostapenko, e pode cair ainda mais na classificação ao não defender os seus pontos em Tianjin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *