Novak Djokovic finalmente volta a vencer

Os últimos tempos não foram nada tranquilos para o sérvio Novak Djokovic, que passou anos tranquilamente dominando o circuito da ATP. O desempenho começou a cair ainda no final de 2016, o que custou ao jogador a liderança do ranking perdida ao final da temporada para o inglês Andy Murray, que também não atravessa grande fase.

Os motivos da queda de rendimento foram ficando cada vez mais evidentes com o passar da temporada, e culminaram com o anúncio do Nole em julho de 2017 de que não disputaria mais nenhum torneio naquela temporada para tratar de uma lesão no cotovelo que já vinha o acompanhando por mais de um ano.

Durante 2017 o tenista que vinha dominando o circuito sem grandes dificuldades conquistou apenas dois títulos em torneios da série ATP 250 em Doha e Eastbourne, mas acabou sendo obrigado a abandonar o torneio de Wimbledon ainda nas quartas de final.

Neste início de 2018 o jogador passou por 3 derrotas consecutivas em uma tentativa de retorno, o que forçou o sérvio a repensar grande parte de sua preparação para as partidas. A primeira medida de Djokovic foi romper o seu contrato de preparação com o ex-número 1 do mundo André Agassi, e dias depois em comunicado rompeu também a parceria com Radek Stepanek.

Ainda é cedo para dizer que essas mudanças surtiram efeito, mas nesta semana na estreia do sérvio no ATP Masters 1000 de Monte Carlo, o terceiro da temporada, vimos um Djokovic muito parecido com o que era antigamente, vencendo de maneira arrasadora o seu compatriota Dusan Lajovic.

A vitória contra o atual número 93 do mundo veio sem nenhumtipo de dificuldade por 2 sets a 0 com parciais de 6-0 e 6-1 em apenas 58 minutos de jogo, colocando agora o tenista no caminho de outro compatriota, Borna Coric que ocupa a 39ª posição do ranking da ATP.

Na sequência do seu caminho Djokovic pode ter Dominic Thiem nas oitavas de final e um grande desafio contra Rafael Nadal nas quartas de final. Novak Djokovic atualmente ocupa apenas 13ª posição no ranking, e no ano passado em Monte Carlo caiu nas quartas de final contra David Goffin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *