O clima esquentou em Roland Garros

Na ultima terça-feira (26) o público de Roland Garros teve o desprazer ou não, de assistir ao jogo de um atleta nada cordial, um dos atributos marcantes no tênis, Jerzy Janowicz o cara que costumar rasgar sua camisa ao vencer partidas. Dessa vez houve um incidente em que o jogador francês Maxime Hamou em boa jogada acertou a bola no rapaz, ele prontamente fez alarde e Hamou fez um gesto épico de “cala a boca” movimentando a mão através dos lábios como se fechasse um zíper.
Jerzy Janowicz
Mesmo com todo o problema, Janowicz venceu por 3 sets a 1 com parciais de 6/7 (4-7), 6/3, 6/4 e 6/4 e na hora de cumprimentar o adversário, ele novamente reclamou da bolada. Ocorre que Hamou não deixou barato, segurou a mão do adversário e respondeu a altura. Na sequência, ambos apontaram o dedo para o rosto do oponente. O público ficou ao lado do francês, e vaiou bastante Jerzy.

Quanto ao jogo, logo de inicio no primeiro set, Hamou teve seu serviço perdido, mas devolveu a quebra logo em seguida, no quinto game Janowicz voltou a pontuar e levou outro revez no oitavo game, a partida foi para o tie-break e o francês levou a melhor.

No segundo set Janowicz se mostrou mais superior, teve duas quebras e ainda sofreu uma no sétimo game devido a algumas falhas, com isso empatou a partida.

No terceiro set a partida foi equilibrada apesar de Hamou quase sofrer uma quebra no primeiro game. Até o nono game ambos foram bem em seus serviços, mas Janowicz estava muito bem na partida e foi o primeiro a começar a por pressão, foram várias vantagens no nono game e o francês salvando, mas não conseguiu evitar a quebra e perdeu o terceiro set.

No quarto set novamente Jerzy começou bem e quase quebrou o saque do francês, segurou seus games com facilidade e obteve a quebra no sétimo, depois foi só segurar e fechar a partida a seu favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *