Serena Williams vence de macacão em Roland Garros

No final de janeiro do ano passado Serena Williams venceu sua irmã Venus Williams na decisão do Aberto da Austrália e bateu o recorde de conquistas em torneios de Grand Slam na era moderna do tênis, que teve início no ano de 1968. O que ninguém poderia imaginar na ocasião é que aquela vitória que deu o 23º título em torneios de Grand Slam para a norte americana também seria a última partida de Grand Slam da tenista em muito tempo.

Pouco tempo após a conquista na Austrália, Serena Williams em uma foto publicada em uma de suas redes sociais colocou a legenda “20 semanas”, na qual assumia a gravidez e deixava claro que já estava grávida quando conquistou o Australian Open semanas antes.

Com isso, passou mais de um ano longe do circuito e voltou apenas no início desta temporada jogando dois torneios em casa, jogando os torneios Premier Mandatory de Indian Wells e de Miami, sem conquistar grandes resultados neste retorno.

Com isso, Serena Williams tirou mais 2 meses para apenas treinar e recuperar a forma física, visando o retorno justamente no segundo torneio de Grand Slam da temporada, o torneio de Roland Garros em Paris.

Nesta terça-feira a norte-americana que atualmente ocupa apenas a posição de 451 no ranking da WTA aos 36 anos ainda sofreu, mas mostrou relances do ótimo tênis que a fez escrever o seu nome na história do esporte vencendo Kristyna Pliskova por 2 sets a 0 com parciais de 7-6 e 6-4 em sua estreia no torneio de Roland Garros.

O que se pode notar neste retorno é que mesmo após dois meses apenas treinando o ritmo de jogo de Serena ainda não é o mesmo, com a americana mostrando pouca movimentação e claramente problemas físicos nesta estreia, tendo que usar a sua insuperável força para vencer o encontro.

Uma das coisas que mais chamou a atenção neste retorno de Serena Williams a um torneio de Grand Slam foi novamente o seu figurino: um macacão preto que apenas no final do confronto foi explicado em suas redes sociais:

“ – Representa todas as mães que queda por aí, que depois de serem mães voltaram e tentaram continuar sendo ferozes. É isso que esta roupa representa. Você não pode derrotar um macacão! É entusiasmante, porque sinto-me a super-heroína que sempre sonhei ser”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *